Foie gras: tradição francesa no Natal

O foie gras (fígado gordo) é um alimento à base de fígado fresco de gansos ou patos e que está entre as principais iguarias da culinária francesa. Com a chegada do Natal as tradições ficam ainda mais afloradas, principalmente nos alimentos que enchem as grandes mesas e o foie gras tem seu lugar garantido nesta festa. 

Existem diversos tipos de foie gras, sendo que o mais apreciado é o foie gras entier (foie gras inteiro). Ele contém no máximo dois pedaços inteiros de dois fígados diferentes. Já o bloc de foie gras (bloco de foie gras) é o mais consumido atualmente. Esta é uma receita criada mais tarde, em 1954, à base de uma mistura de diferentes fígados, formando uma pasta bem consistente. 

Mas não podemos esquecer também de outras variantes importantes desta iguaria, como o bloc de foie gras avec morceaux (Bloco de foie gras com pedaços), que é um creme de foie gras com pedaços de fígado adicionados após a preparação. Tem ainda a mousse de foie gras, que nada mais é do que uma emulsão de fígado à base de um produto rico em gordura. 

A fabricação do foie gras é protegida e segue padrões rígidos para que não se perca a qualidade do produto. Por isso costuma-se dizer que o segredo de obtenção de um bom “foie gras” está ligado à qualidade do fígado fresco utilizado em sua fabricação. Um selo arredondado, de cor amarela e azul, contido nas embalagens dos produtos certificados, é uma garantia desta qualidade. O selo é uma certificação de que os animais passaram pelo processo de engorda respeitando uma série de regras estipuladas. 

Nas ceias de Natal francesas as famílias consomem tradicionalmente o foie gras frio como entrada. Também se pode comê-lo quente, sem adicionar qualquer ingrediente. No caso do foie gras inteiro, é aconselhado degustá-lo simplesmente, com garfo e faca (como uma boa carne). Uma boa opção é que ele seja acompanhado de um vinho licoroso, como o Sauternes, por exemplo.