Lourdes: lugar de fé e harmonia com a natureza

Lourdes é, sem dúvidas, um dos santuários cristãos mais conhecidos e visitados em todo o mundo. A cidade, que fica a 850 km de Paris, está localizada no sudoeste da França, sendo também a porta de entrada para os vales dos rios Arrens, Cauteres, Ossau e Gavarnie.

O santuário de Lourdes recebe aproximadamente 6 milhões de visitantes por ano, o que coloca a cidade entre os principais destinos do turismo religioso mundial. Muitas pessoas vêm apenas para conhecer o famoso local e sua história, mas a grande parte delas busca pedir ou agradecer por algum milagre recebido, como a cura de uma doença ou outra graça alcançada por intermédio de Nossa Senhora de Lourdes.

É importante destacar que Lourdes é um destino que possui uma estrutura invejável para receber os peregrinos de todo o mundo, contando inclusive com mais hotéis per capita do que qualquer outra cidade lugar da França.

História de Lourdes

Foi em janeiro de 1858, que a menina Bernadette Soubirous, na época com apenas 14 anos, afirmou ter tido visões da Virgem Maria em uma gruta rochosa. Segundo ela, orientações divinas a conduziram até uma fonte na Frotte de Massabielle. A última visão tida pela garota foi em 1862 e desde então milhares peregrinos visitam a gruta diariamente para encher garrafas, deixar suas homenagens, presentes, símbolos dos milagres alcançados, etc.

Muitas pessoas visitam também a casinha na Rue des Petits-Fossés, onde a menina viveu com a família. As visões de Bernadette foram reconhecidas pelo Vaticano e a garota foi beatificada em 1933. Foi construída uma igreja sobre a gruta, que conta com uma imagem da Virgem no nicho onde se deu a aparição.

Outros locais importantes para visitar são a Basilique du Rosaire, construída em honra de Bernadette em 1889, e a Basilique de Saint Pie X, que é uma igreja subterrânea que foi consagrada em 1958, ano do centenário das visões. Esse templo pode abrigar cerca de 30 mil pessoas. Ao redor do local, há várias construções e monumentos em homenagem à Bernadette - é o Santuário Notre-Dame de Lourdes.

No entorno da cidade também existem outros lugares interessantes para fazer uma visita, como as cavernas (cerca de 15 km ao sudoeste); o Pic du Jer, que é uma montanha de 95 metros de altitude que fica perto da cidade. Vale lembrar que as atividades religiosas e de ecoturismo da cidade funcionam melhor entre abril e outubro, quando o clima está mais agradável para a realização de atividades ao ar livre (como missas e procissões à luz de velas).

Você pode conhecer o santuário de Lourdes e diversos outros lugares incríveis da França com a Minha Paris, sempre com todo o conforto e segurança que você merece!

Turismo e excursões em regiões da França

Fazer turismo e excursões em regiões da França é ter contato com uma enorme riqueza histórica e diversidade cultural ímpar. Para quem achava que o charme, a beleza e os principais pontos turísticos estavam apenas na região central de Paris, este é um grande erro. O entorno da Cidade Luz é também cheio de cidades e lugares que ajudam a recontar a história do país, explicando como a França chegou ao que é hoje.

Se você pretende fazer turismo e excursões em regiões da França é importante ficar atento aos diversos lugares disponíveis e traçar um roteiro que tenha a sua cara. Assim, você terá a certeza de que conheceu tudo o que estava de acordo com o seu gosto e fará da sua viagem à França uma experiência inesquecível. 

Dicas de turismo e excursões em regiões da França 

A maioria dos lugares no entorno de Paris é possível visitar por meio de trem, seja ele o RER ou os trens rápidos. Em alguns casos, os horários em que eles saem podem dificultar um pouco a definição do cronograma do turista, que muitas vezes pretende visitar dois ou três lugares no mesmo dia. Por isso, uma dica importante é ver a possibilidade de alugar um carro ou um veículo com motorista para ir até os locais desejados. Algumas empresas fazem preços melhores para grupos maiores, por isso é bom você pesquisar. 

Veja abaixo algumas dicas de turismo e excursões em regiões da França:

O Palácio de Versalhes é um admirável testemunho da grandeza do barroco francês, situado a pouco mais de 40 quilômetros de Paris. Residência real para vários monarcas, foi no palácio de Versalhes que teve inicio a Revolução Francesa e, cento e vinte anos mais tarde, foi assinado lá o Tratado de Versalhes, que significou o fim da I Guerra Mundial. 

Giverny é uma cidade pitoresca, situada a 70 km de Paris, no caminho para a Normandia. A vila tornou-se famosa graças à localização da casa-museu onde viveu o pintor Francês Claude Monet. Foram esta casa e este jardim perfumado ao redor de um lago as principais fontes de inspiração para o extraordinário pintor. 

O Vale de la Loire está localizado no coração da França, a poucas horas de Paris, e é mundialmente famoso pelos seus castelos Amboise e Chenonceau, além de seus vinhos. Alguns destes castelos foram selecionados para fazer parte do patrimônio mundial e da humanidade pela UNESCO. 

O Castelo de Chantilly é uma residência aristocrática com escadarias de mármore, tetos pintados por artistas, folhas de ouro em detalhes de decoração, vitrais, esculturas e pratos de luxo. Famoso por sua coleção de pinturas antigas (anteriores a 1850), o Museu Condé, localizado no interior do castelo mantém em exposição os pertences pessoais de Louis II de Bourbon-Condé. 

A Normandia localiza-se ao noroeste da França, na costa do Canal da Mancha. Sua história está intimamente ligada à antiga rival, Inglaterra, e com os inúmeros conflitos militares entre os dois países. A região é famosa por sua gastronomia: Os queijos Camembert e Livaro, além da manteiga (considerada a melhor do mundo) e das bebidas calvados e da própria cidra, muito conhecida em todo o Brasil.

O Monte Saint-Michel foi construído em homenagem ao Arcanjo Miguel a partir do ano de 709. Sobre uma montanha rochosa, foi erguida a construção que era uma igreja na ocasião. Com o passar dos séculos a igreja foi transformada em abadia e ampliada diversas vezes. Este emblemático monumento faz parte do Patrimônio Histórico Mundial da UNESCO e recebe cerca de três milhões de visitantes por ano. 

A região de Champanhe é responsável pela produção e fama deste tão nobre vinho, além de ser reconhecida por seu valor histórico e arquitetônico. Exemplo disso é Reims, capital da região, onde é possível caminhar pelo centro histórico e visitar a magnífica catedral gótica, Notre-Dame de Reims, o Arco do Triunfo e muitos outros monumentos. 

A cidade de Fontainebleau se encontra no departamento de Seine-et-Marne (Île-de-France). Sua fama se faz devido a seu castelo de mesmo nome e pela sua floresta (forêt de Fontainebleau). Devido à sua riqueza natural preservada, a cidade recebe vários visitantes de outras regiões que a buscam para fazer caminhadas e esportes ao ar livre.