Vale do Loire – Beleza & Romantismo no Coração da França

O vale está localizado no coração da França e é mundialmente famoso pelos seus castelos Amboise e Chenonceau, além de seus vinhos. Devido à beleza natural do sinuoso rio Loire, e das magníficas florestas em torno dele, a nobreza da época escolheu este lugar para a construção de suas eclusas de luxo, castelos e palácios (224 no total, a maioria construída na época do renascimento). Alguns destes castelos foram selecionados para fazer parte do patrimônio mundial e da humanidade pela UNESCO. E todas essas maravilhas se encontram a poucas horas de Paris.
MinhaParis lhe oferece um passeio que inclui visita a três dos castelos da região, de acordo com sua preferência. Duração do Passeio: 12h

A seguir você encontra informações sobre os principais castelos do Vale do Loire.

Castelo de Chenonceau, construído sobre o rio Cher, é conhecido como ’’Castelo das Damas’’ - devido à influência de importantes mulheres da história do palácio, como Diana de Poitiers, Catarina de Médicis, entre outras – e também como o “Castelo Ponte”. É uma obra do renascimento francês do século XVI e trata-se do monumento histórico privado com o maior número de visitantes da França. Este castelo conta com uma coleção única de pinturas de grandes mestres como Poussin, Murillo, Rubens, Tintoretto, entre outros. O castelo conta com dois chamosos jardins, de cada lado da Torre de Marques, que por sua vez é o único vestígio do castelo original, já destruído.

Castelo de Chambord, é o maior dos castelos do Vale do Loire, fica dentro do maior parque florestal da Europa e foi construído para servir como pavilhão de casa de Francisco I. Esse castelo impresiona por seus 156 metros de fachada e também pelo esplendor de seu interior, que conta con 426 quartos, 282 lareiras e 77 escadas. Sua espetacular escadaria aberta em dupla-hélice é uma das princpais atrações do castelo. No interior, encontra-se ainda o museu da casa e da natureza.

O Castelo de Amboise foi construído em cima da colina que domina visualmente toda a paisagem em torno do rio Loire, à entrada da cidade. Esse palácio é famoso por ter abrigado a tumba de Leonardo Da Vinci, posteriormente profanada, e por servir durante o renascimento como residência de vários reis da França. O castelo foi o lugar da conspiração de Amboise, em 1560, prelúdio do conflito entre católicos e protestantes na França. A partir de Henrique III da França, a estância e o castelo dos reis se tornaram menos frequentadas.Grande parte do castelo foi demolido durante o primeiro império e foi Luís Felipe I, após herdar o castelo de sua mãe, quem remodelou as antigas muralhas, derrubou parte da construção e redecorou a ala Luís XII.

O Castelo de Blois é um dos principais da França, foi erguido no centro da cidade e representa a síntese da arquitetra e da história dos castelos do Loire. Panorama da arquitetura francesa, da idade média até o século XVII, foi residência de sete reis e 10 rainhas da França e evoca o poder e a vida cotidiana da corte durante o Renascimento através dos apartamentos reais luxuosamente mobiliados e suas magníficas decorações policromáticas. Sua complexa arquitetura se mistura em quatro estilos : a Sala dos Estados, de estilo gótico; a ala Luís XII, de estilo gótico extravagante; a ala Francisco I, de estilo italiano com sua famosa escadaria monumental; e a ala Gastón de Orléans, de estilo clássico. Foi neste castelo que Joana D’Arc recebeu a benção en 1429 antes de sair a lutar contra os ingleses.

 

810 € /1-3 pessoas

220 € por pessoa /4-8 pessoas